Concurso mundial sobre direito internacional e direitos humanos recebe inscrições

23/jan/2018

A competição avalia casos hipotéticos e argumentos sobre situações de violação de direitos humanos

Estudantes de todo o mundo têm até 16 de abril deste ano para enviar suas inscrições para o Concurso Mundial Nelson Mandela de simulado de júri sobre direitos humanos (10th Nelson Mandela World Human Rights Moot Court Competition). Em sua décima edição, o evento é uma referência educacional em direitos humanos e reúne aguns dos e das estudantes mais brilhantes de todo o mundo para debater o tema. Neste ano, o concurso coincide com o aniversário de 100 anos de Nelson Mandela.

A competição está aberta a estudantes de graduação e mestrado. A equipe deve ser formada por dois alunos de uma mesma universidade, composta preferencialmente por um homem e uma mulher. Nas rodadas preliminares, as equipes devem apresentar argumentos para um caso hipotético de violação de direitos humanos. Os casos serão avaliados por um painel de especialistas. 

As 10 melhores equipes de cada região da ONU serão convidadas a participar nas rodadas pré-final em Genebra. Nessa fase, as duplas devem argumentar os dois lados do caso fictício, o Requerente e o Demandado, diante de um "banco" de especialistas em direitos humanos. As duas melhores equipes vão para a rodada final, que será presidida por juízes de tribunais internacionais. 

A expectativa é de que até 150 estudantes, representando as 5 regiões globais das Nações Unidas (África, Ásia e Oriente Médio, Europa Oriental, América do Sul e Caribe, Europa Ocidental e outras regiões), estejam reunidos nessa etapa, que se realizará em Genebra, Suíça, entre 15 e 20 de julho. 

O concurso é uma iniciativa do Centro de Direitos Humanos da Universidade de Pretória (África do Sul), em colaboração com o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos e outros parceiros selecionados.

Mais informações e registro para participação no site do evento: http://www.chr.up.ac.za/index.php/world-moot-court.html. 

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue