Seminário Internacional promove debate sobre desenvolvimento da Educação Infantil

17/ago/2017

coordenador residente do Sistema ONU no Brasil e representante residente do PNUD, Niky Fabiancic, assim como o diretor de país do PNUD, Didier Trebucq, participam do evento de abertura. Foto: Comunicação/ Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte do Estado de Goiás.

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte do Estado de Goiás (Seduce), em parceria com o Ministério da Educação e o PNUD, promove, hoje e amanhã, “I Seminário Internacional sobre Educação Infantil: Caminhos e Conhecimentos para o Desenvolvimento da Primeira Infância”. O evento reúne, no auditório do Hotel San Marino, em Goiânia, capital do estado, diversos especialistas em Educação para um ciclo de palestras sobre o assunto.

O público são secretários de Educação dos municípios que participam do desafio de promover o acesso à Educação Infantil, uma iniciativa da Seduce dentro do Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI). Participam também representantes de 52 municípios com o maior déficit de vagas em Goiás e de outros 39 que sequer possuem creches. O coordenador residente do Sistema ONU no Brasil e representante residente do PNUD, Niky Fabiancic, assim como o diretor de país do PNUD, Didier Trebucq, participam do evento de abertura hoje.

O Seminário terá sete conferências, ministradas por profissionais nacionais e internacionais. Entre os temas abordados estão: Gestão da Educação Infantil (por Ricardo Paes, do Instituto Ayrton Senna); Políticas Públicas para Educação Infantil (por Carolina Micheli, do MEC); e Saúde da Criança (Mary Eming Young, da Universidade de Harvard). Também está previsto um momento para compartilhamento de experiências, com a participação de representantes da Secretaria de Educação do Ceará, e o ex-prefeito do município de Petrolina (PE).

Na programação do Seminário, consta ainda o lançamento do livro “A Educação Infantil em diferentes contextos”, assinado pelas servidoras Vânia Honorato (Seduce) e Vânia Bareicha (Segplan). Elas fazem parte da equipe responsável pelo GMCI. O livro traz um diagnóstico da Educação Infantil em Goiás, levantamento realizado por meio do programa.

Sobre o GMCI Educação

O Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador – Educação vem sendo desenvolvido desde 2016. A meta é ampliar o percentual de atendimento de crianças na rede pública de educação em seus primeiros anos de vida. Atualmente o déficit no Estado é de quase 315 mil vagas em creches e 64,8 mil em pré-escolas. Os índices colocam o Estado na 22ª posição nacional no que diz respeito a crianças com até 3 anos frequentando creches, e na 19ª para crianças entre 4 e 5 anos na pré-escola.

O trabalho se dá em regime de colaboração entre Estado e municípios. No primeiro momento, as equipes da Seduce e Segplan, que compõem o GMCI, mapearam cidades goianas com maiores déficits, elaboraram diagnósticos e definiram estratégias de atuação. Uma delas é a proposta de parceria para construção de creches nos 39 municípios que não possuem.

O livro “A Educação Infantil em diferentes contextos” descreve a iniciativa inovadora do Governo de Goiás de priorizar esse nível de ensino, de responsabilidade dos municípios. Também apresenta os dados levantados durante o período em que foram realizados os levantamentos e as perspectivas de melhora do atual cenário.

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue